Jurídicos -

[Dica de estudo] Principais dicas para ajudar na recuperação da memória

23_01Dica-de-estudo Você acha que não tem tido mais memória do que o habitual ultimamente? O enfraquecimento da deficiência de memória relacionada à idade é comum, mas identificar a causa não é fácil. Comece por considerar as causas comuns e muitas vezes reversíveis de problemas de memória. Isso pode levar a uma discussão mais produtiva com seu médico. "Qualquer pessoa preocupada com a memória deve conversar com um médico para uma avaliação mais aprofundada", diz o Dr. David Hsu, psiquiatra geriátrico do Centro de Pesquisa e Tratamento de Alzheimer em Brigham and Women's Hospital, afiliado a Harvard. "Ter uma discussão honesta sobre a memória e ser testado pode ajudar a abrir discussões sobre outras áreas da saúde também." Dê a seu cérebro uma ruptura e ajude-o recordar mais coisas e da melhor forma com estes truques simples e provados:
  • Siga uma rotina. Deixe sua carteira, chaves, celular, óculos, etc., nos mesmos lugares diariamente.
 
  • Anotá-la. Não há nada como um caderninho de bolso ou gravador de voz digital pequeno para tirar o fardo de seu cérebro para lembrar detalhes, especialmente nomes e datas.
 
  • Faça uma coisa de cada vez. Multitarefa é um mito, porque o cérebro só pode realmente fazer uma coisa de cada vez. Sobrecarregar a mente leva ao esquecimento.
 
  • Procure silêncio. Os ambientes ruidosos ou ocupados podem dificultar a compreensão, memorização e recuperação de novas informações.
 
  • Aprenda duas vezes. As memorias são mais duráveis quando fazemos um circuito e voltamos para estudá-lo a mesma informação mais de uma vez. Desta forma trancamos as informações no cérebro.
 
  • Crie sugestões. O exemplo clássico deste truque de memória é colocar suas anotações ao lado de sua escova de dente para lembrar a você de tomar seus medicamentos de manhã ou à noite.
  Fonte: http://www.health.harvard.edu/mind-and-mood/memory-slips-consider-these-seven-common-causes-of-forgetfulness

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados